Yogi: Meditar é não pensar em nada?

No estado de samadhi ou absorção na Consciência Cósmica a mente deixa de funcionar, ficando num estado de pausa temporária, absorvida na Essência do Universo. Este é o verdadeiro yoga (união). Quando a mente volta a funcionar um intenso sentimento de alegria interior, bem-aventurança (ananda), preenche totalmente o praticante.
Nesse sentido pode dizer-se que no último estágio da prática de meditação “não se está a pensar em nada”.
Isso não quer dizer que “não pensar em nada” seja a melhor forma de meditar.
Geralmente isso resulta em “pensar em não pensar em nada”, ” pensar em tudo escuro”, “pensar se se está a pensar ou não” e outros pensamentos curiosos mas que não são o objectivo da prática de meditação!

Não pensar em nada é muito difícil por várias razões, não sendo por isso a forma mais psicológica, mais prática, de meditar.
A cada instante as propensões (vrtiis, tendências mentais) do praticante expressam-se a partir das reações em potencial na sua mente, através da expressão vibratória dos centros de energia subtis (cakras) e glândulas e originam diferentes tipos de sentimentos, pensamentos e aspirações. Estes estímulos criam constante actividade na mente. Pensamentos relacionados com acções do dia a dia ou relações pessoais criam numa fracção de segundo raciocínios e reflecções.
Adicionalmente a informação sobre o mundo externo chega constantemente através dos cinco orgãos sensoriais e dá origem a reacções na mente. Uma melga ou de um telefone chegam para criar facilmente uma vibração no sistema nervoso, criando a correspondente sensação na mente.
Estes dois conjuntos de factores (internos e externos) criam constatemente diferentes vibrações no sistema nervoso e glandular e dão constantemente origem a variadas expressões na mente.
Ao tentar não pensar em nada o praticante esforça-se por não criar nenhuma vibração na mente, mas a mente fica mais e mais susceptível a qualquer vibração.

Nesse sentido no Tantra surge a utilização de mantras. A palavra mantra é composta por duas raízes acústicas: “man” é a raiz acústica de “mente” e “tra” é a raiz acústica “expansão”. O mantra é então “aquilo que expande a mente”.
Os mantras são conjuntos de sons que são repetidos mentalmente durante a prática. Através de características específicas esses sons ajudam a mente a concentrar-se, a focar-se, criando no corpo e mente do praticante uma vibração mais forte que as vibrações individuais dos pensamentos isolados e estímulos sensoriais que surgem continuamente.
Nesse sentido o mantra foca a mente do praticante numa única ideia ou vibração. Para a meditação ser apropriada essa ideia ou vibração tem de ser infinita e ligar o praticante à sua essência espiritual.

Portanto em resumo em vez de não pensar em nada, o praticante vai deliberadamente criar uma vibração cósmica na sua mente, o mais intensa possível, na qual são absorvidas todas as vibrações que naturalmente perturbam a concentração.
À medida que o praticante desenvolve a sua capacidade de ligação a essa vibração universal um sentimento de bem-aventurança e harmonia com o universo surge naturalmente.

Por meio de técnicas de yoga, até apenas com hatha yoga, é possível suspender o funcionamento da mente momentaneamente. Nesse estágio o praticante não está a pensar em nada. Mas isso não quer dizer que tenha sido atingido o objectivo da prática de yoga. Pode ser apenas uma “suspensão”, mas sem haver união com a realidade última.
No verdadeiro estado de yoga a mente do praticante de funde-se na Consciência Cósmica. Nesse estágio o praticante sente que um Amor Infinito permeia todo o universo.


Na prática da Ananda Marga o ensino de meditação é realizado de forma gratuita e individual, por professores qualificados (Acaryas), e inclui um mantra pessoal.
O mantra universal Baba Nam Kevalam (“A essência de tudo o que existe é um Amor Infinito ou uma Consciência Infinita”) pode ser utilizado por qualquer pessoa, independentemente de ter aprendido um mantra pessoal.

Anúncios

2 thoughts on “Yogi: Meditar é não pensar em nada?

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s