Asanas e Dicas Para Combater a Indigestão (Dispepsia)

A indigestão (dispepsia) se origina de hábitos alimentares desequilibrados, e entre seus sintomas estão a distensão do estômago, gases, fraqueza física, temperamento inquieto, lacrimejamento, aversão a alimentos e prisão de ventre. Na vida social, agrava as tendências acrimoniosas das pessoas e as torna extremamente irritáveis. Embora a indigestão não seja fatal, pode ser a causa de úlceras estomacais, intestinais e retais, constipação, disenteria e outras doenças fatais.
Confira abaixo sugestões de hábitos alimentares e alguns asanas para tratar este mal.

Hábitos alimentares

O que fazer:
se sentir fome enquanto sofre de indigestão, coma alguma fruta como manga, ananás, qualquer tipo de citrino (embora os citrinos pertençam ao grupo dos ácidos, no corpo eles se tornam alcalinos), ou, no caso de constipação, mamão. É importante lembrar que alimentos ácidos como limão e iogurte devem ser ingeridos com um pouco de água e sal. Mantenha uma dieta maioritariamente vegetariana, podendo consumir apenas peixes pequenos. A pessoa que sofre de dispepsia deve dar um passeio ao ar livre e fazer um pouco de exercício físico diariamente. É proibido dormir durante o dia e ficar acordado à noite. É melhor fazer a refeição da noite antes das 20h, e uma curta caminhada depois disso é muito útil.

O que evitar: comer quando não está com fome, comer calorias em excesso por muitos dias seguidos, usar intoxicantes, comer por gula, encher a barriga de comida (de acordo com as escrituras, é desejável preencher o estômago até a metade com comida, um quarto com água e manter um quarto vazio para a livre circulação do ar), não dar tempo para o corpo descansar após a refeição, fazer trabalho mental extenuante ou ter relações sexuais logo após as refeições, abster-se de exercícios físicos.

Asanas

Utkśepa Mudrá


Utkśepa Mudrá
Nível: todos, incluindo quem nunca praticou
Quando praticar: imediatamente após despertar
Onde praticar: na cama ou em uma superfície plana e confortável
Como praticar: deitado de costas, flexione os braços e as pernas, trazendo-os sobre o peito, e depois volte a estendê-los. Repita o processo três ou quatro vezes, e em seguida sente-se e beba um copo de água fria sem permitir que a água toque nos dentes. Depois disto, deixe a zona do umbigo exposta ao ar e ande ao ar livre ou até mesmo dentro de casa.

Padahastásana

Padahastásana (Postura pé-mão)
Nível: todos, incluindo quem nunca praticou
Quando praticar: pela manhã, preferencialmente logo após despertar
Onde praticar: em ambiente onde possa ficar de pé e mover os braços
Como praticar: de pé, numa posição ereta, levante os braços e deixe as palmas das mãos abertas e paralelas, com as palmas de frente uma para a outra. Incline bastante o tronco e o braço esquerdo para a esquerda enquanto expira, até tocar o pé esquerdo com a mão esquerda num estado de expiração total. Mantenha esta posição sem respirar durante oito segundos. Levante o corpo e estenda o braço esquerdo novamente para cima, inspirando durante todo o processo.
Quando o corpo estiver de novo perfeitamente ereto, repita o processo para a direita, com o
braço direito, e retorne à posição central.
Dobre o tronco para a frente, expirando no processo, até agarrar os dedos grandes dos pés.
Permaneça nesta posição durante oito segundos sem respirar.
Inspire e levante o tronco e os braços até a posição central.
Estenda o tronco e os braços levemente para trás, inspirando. Quando não se conseguir dobrar mais para trás, mantenha-se nessa posição durante oito segundos, retendo a respiração. Incline-se para a frente enquanto expira e toque rapidamente os dedos grandes dos pés, sem permanecer nessa posição. Levante o tronco e os braços, respirando, até voltar à posição central. Uma rodada está então completa.
Praticar oito voltas, certificando-se de que nenhuma parte do corpo abaixo da cintura é
movida.

Mayúrásana

Mayúrásana (Postura do pavão)
Nível:
avançado
Quando praticar: pela manhã, preferencialmente logo após despertar
Onde praticar: em ambiente amplo, onde possa ficar com o tronco e as pernas completamente estendidos
Como praticar: em posição de agachamento, com o tronco ligeiramente inclinado para a frente, junte os pulsos e coloque as palmas das mãos no chão, com os dedos a apontar para os pés.
Traga os cotovelos em contato com o umbigo e estique as pernas para trás, ainda com a ponta dos pés apoiadas no chão.
Apoie o peso do corpo todo sobre os cotovelos, levantando a cabeça e as pernas do chão.
Fique assim por meio minuto. Pratique quatro vezes (meio minuto cada).

baseado no livro “Yogic Treatments and Natural Remedies”, P.R.Sarkar

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s