Asteya

ASTEYA

“Não se apossar do que pertence aos outros é Asteya. Isto quer dizer não roubar. Há quatro tipos de roubo:

1) Roubo físico de qualquer objecto. Costuma-se chamar de ladrão aquele que rouba objectos materiais. Porém, não é verdade que somente as pessoas que fogem com objectos roubados ou escapam com o saque depois de terem cometido roubo à mão armada são chamadas de ladrões. Pelo uso da força bruta, de armas ou da força do intelecto, qualquer coisa tomada, seja dinheiro seja outro bem, é considerada roubo, poque nestes actos existe a intenção de se apropriar de coisas alheiras, enganando os outros. Contudo, aceitar bens em troca de dinheiro, ou qualquer outra coisa, por meios legais, não é roubo (ex. terra em troca de dinheiro, dinheiro em troca de comida, etc.).

2) O segundo tipo de roubo é aquele em que você não se apossou de qualquer objecto material ou propriedade, porém o planejou mentalmente. Portanto, é considerado roubo porque a pessoa interiormente cometeu o roubo. O medo da lei ou das críticas o impediram de executar a acção fisicamente.

3) Pode acontecer você não se ter apossado do que pertence a outros porém os privou daquilo que lhe é devido, e assim, se tornou responsável pela sua perda. Isto também é roubo.

4) Se você não despojar ninguém do que lhe é justamente devido, porém planejá-lo mentalmente, isso também é considerado roubo.”

(…)

Fonte: “Guia para a Conduta Humana” de Shrii Shrii Anandamurti.

Anúncios

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s